Blog

A Casas Máxima te mantém informado com notícias sobre o mercado de RH, alimentos e cestas personalizadas. Saiba mais sobre benefícios, novos produtos, brindes e outros assuntos que interessam o mundo da gestão de pessoas em nosso blog.

  • Entrega de cesta básica porta a porta

    Este sistema de entrega consiste na entrega das cestas básicas diretamente nas residências dos colaboradores de nossos clientes.

    Além da total integridade dos produtos, visto o transporte adequado e a comodidade aos colaboradores, por não terem que suportar tamanha carga até suas residências, esta modalidade traz pessoalidade e simpatia aos olhos de todos os membros da família, em relação à empresa empregadora.

    Leia mais

  • Cesta Básica: um benefício que só traz benefícios.

    Pesquisas realizadas pelo Ministério do Trabalho mostram qual o benefício preferido por trabalhadores no Brasil: a cesta básica.

    É uma forma muito prática para os trabalhadores, pois o alimento é entregue diretamente a eles, não sendo necessário ir até um supermercado para fazer as compras do mês, como ocorre com os cartões de alimentação.

    Além disso, há uma série de vantagens a todos os envolvidos.

    Para o empregador, a cesta básica é melhor que estes cartões por dois motivos principais:

    ● Fornecendo a cesta básica, a empresa sabe que os funcionários não estão gastando seus créditos dos cartões de alimentação com outros produtos não alimentícios;

    ● As empresas de cartões cobram uma taxa que varia entre 5% e 6%. Além disso, essa cobrança é feita de forma antecipada. Enquanto as empresas de cesta básica trabalham com pagamento pós venda, as operadoras de cartão cobram pré venda.

    ● Com a cesta básica, é possível projetar exatamente o custo que cabe no bolso da empresa. Especialmente na Casas Máxima, como trabalhamos com uma ampla gama de produtos, é possível montar uma cesta a um custo de R$ 40,00, por exemplo, ou uma cesta de R$ 140,00. Além do valor, é possível escolher qual a composição de produtos vai na cesta, garantindo que seu funcionário vai receber o necessário, em quantidade e qualidade, para passar o mês.

    Confira as vantagens de fornecer cesta básica para os funcionários:

    ● Aumento da satisfação dos funcionários em relação à empresa;

    ● Melhoria da saúde dos funcionários e família;

    ● Maior motivação;

    ● Aumento da produtividade;

    ● Maior integração entre colaborador e empresa;

    ● Menos atrasos e faltas;

    ● Redução da rotatividade de funcionários;

    ● Incentivo fiscal (dedução de até 4% no Imposto de Renda).

    Viu como você só tem a ganhar ao fornecer cesta básica para seus colaboradores? Entre em contato com a Casas Máxima e faça sua cotação.

  • Não seja seu maior obstáculo.

    Dificilmente você conheça alguém que não tenha um hábito que gostaria de mudar. Quer seja hábitos alimentares, procrastinação no trabalho ou falta de paciência no trânsito, sempre nos pegamos sendo boicotados por hábitos incorretos que cultivamos. Mas de onde vem tamanha energia que nos mantém estagnados e nos afasta de nossos objetivos?

    São muitas as razões para isso, mas a principal dela reside dentro de nós: nosso mindset (Atitude mental, em tradução simples) que nada mais é que nossa forma de enxergar o mundo. Assim, podemos entender que o problema é nossa maneira de pensar. Certamente você já se pegou em uma situação onde precisa se dedicar a determinada tarefa considerada por você complexa, mas adia e procura por algo mais fácil, busca distrações, ou repete insistentemente que não é capaz de executar essa tarefa, por considerá-la difícil ou desconfortável.

    E porque insistir nesses hábitos, mesmo sabendo que são extremamente prejudiciais?

    Estamos sujeitos a padrões antigos, que construímos ao longo dos anos, e que funcionam como mecanismos de defesa para lidar com as adversidades. Quer seja por simplesmente não querermos deixar nossa zona de conforto, criar grandes expectativas e temermos não atingi-las ou simplesmente por não acreditarmos em nosso potencial, acabamos nos colocando em situação de desconfiança em nosso próprio potencial. E é aí que está nosso maior obstáculo.

    Então como deixamos de ser o nosso próprio obstáculo? Reflexão sobre essa postura é o melhor caminho. Quando perceber que tal situação – de procrastinação – está ocorrendo, pare um momento e permita-se racionalizar o que está ocorrendo. Reflita sobre como você está dificultando as coisas.

    Quando você pratica esse hábito de atenção, de mindfulness, de reconhecer a incerteza e acomodá-la, podemos evitar o desconforto da dúvida. E quando fazemos isso, podemos simplesmente voltar à tarefa e agir.

    Apenas a força de vontade será capaz de te tirar dessa situação. Enfrente suas incertezas com disposição. Não há necessidade de tornar tudo ainda mais difícil.

    Em resumo: respire fundo e bola pra frente!

  • Quem não se comunica, se complica

    Quantas vezes você já enfrentou problemas com sua equipe apenas por falhar na comunicação? Quer seja na forma de abordar um problema, no tom utilizado para colocar uma posição, ou mesmo na visão mais ampla da situação, tudo pode influenciar no relacionamento entre colaboradores da empresa, e também dificultar a resolução de problemas.

    A boa notícia é que há uma forma de desenvolver essa habilidade: através da Comunicação Não-Violenta (CNV). Ela se trata de uma estrutura de comunicação baseada na clareza e empatia, estimulando uma conexão genuína entre as pessoas. Ela abre espaço para o diálogo e negociação, suprimindo as imposições, corriqueiramente vistas em ambientes de trabalho. Desenvolvida pelo psicólogo americano Marshall Rosenberg, a CNV ganhou a atenção das lideranças por ser eficiente em um dos momentos mais importantes da gestão de equipe: o feedback. Essa abordagem cria as condições ideais para uma escuta respeitosa, trazendo à tona emoções e necessidades.

    Há o entendimento, hoje, que os resultados de uma equipe passam pelo reconhecimento de seu esforço diante dos desafios apresentados. Feedbacks recheados de críticas e sem muita objetividade são prejudiciais ao desempenho de colaboradores, o que usualmente faz com que os envolvidos sintam-se ofendidos. Por isso a CNV tem sido tão valorizada: por proporcionar um ambiente onde as equipes de respeitam e se regulam, oferecendo feedbacks contínuos até que seja encontrado o ponto correto de sintonia e produtividade.

    Neste cenário, o papel do gestor é fundamental: depende dele o estabelecimento de desafios tangíveis e metas alcançáveis, reconhecendo as vitórias e evoluções em cada etapa do processo, alcançando assim resultados bastante positivos e de forma colaborativa.

    Fonte: vocesa.com.br

  • Reforma da previdência: é melhor se preparar

    Um dos temas mais falados nas últimas semanas é a reforma da previdência. Com impacto em quase todos os lares brasileiros, essa reforma visa dar mais equilíbrio às contas da previdência e, em em contra-partida, aumenta o tempo de contribuição do trabalhador com carteira assinada.

    Como era de se esperar, esse tema tem gerado muita polêmica. Seja por aqueles que questionam sua real necessidade (afirmando que o rombo da previdência se deve não ao desequilíbrio entre gasto/arrecadação, e sim pelo grande volume de devedores) ou aqueles que defendem essa restruturação com base em modelos vigentes em outros países do mundo.

    Certamente faltam informações, aos dois lados, para afirmar com certeza absoluta a melhor opção a seguir. Fato é que você não pode ficar parado e, para isso, o Estadão, em parceria com a Associação Brasileira de Planejadores Financeiros (Planejar, antigo IBCPF), mostra o tempo restante de contribuição e o valor aproximado da aposentadoria a ser recebida pelo contribuinte tanto pelas regras atuais do INSS como de acordo com a reforma da Previdência que está sendo discutida no Congresso. Além disso, a ferramenta também permite calcular quanto o contribuinte deve poupar a partir de hoje para garantir a renda extra que deseja ter no futuro, com o objetivo de complementar o benefício que irá receber do INSS.

    Para fazer os cálculos, basta clicar aqui. O contribuinte deve informar a sua idade, sexo, o valor dos salários que recebeu registrados na carteira de trabalho, com quantos anos pretende se aposentar e a renda extra mensal que deseja receber no período.

    Um forma interessante de te ajudar a fazer as devidas contas e prever quanto tempo você ainda deve investir para ter o futuro que sonhou.

    Fonte: exame.com.br